Clínica de Cirurgia Plástica

A recuperação da lipoaspiração é uma das etapas mais importantes da cirurgia, pois determinará como serão seus resultados. Sabe aqueles casos com resultados feios, ou aquelas mulheres que relataram sofrer muito no pós-lipoaspiração? Isso pode ser evitado com alguns cuidados após a cirurgia. Quer saber quanto tempo o edema pós operatório geralmente dura? O que é uma banda cirúrgica de lipoaspiração? Ou, ainda, que tal cicatrizes de lipoaspiração?

Portanto, fique atento, pois mostraremos o que está acontecendo após a lipoaspiração, apontando o que é normal e o que não é, e como corrigir cada um. Antes de começar, porém, é importante saber que é necessário seguir corretamente todas as orientações médicas durante o período pós-lipoaspiração.

Acesse os depoimentos em 'Destaques' na página de Instagram do Cirurgião Plástico

À medida que a cicatrização ocorre entre os tecidos, a paciente sente a pele flácida, pois consegue manipulá-la sutilmente de baixo para cima. No entanto, uma vez que o tecido tenha cicatrizado e o fluido na pele tenha sido eliminado, essa sensação de pele solta após a gordura desaparece à medida que a área fica mais apertada.

No entanto, se a pele ficar flácida por muito tempo após a lipoaspiração, pode ser um sinal de flacidez. A flacidez após a lipoaspiração geralmente ocorre em determinadas circunstâncias. O objetivo da lipoaspiração é reduzir a gordura, não a flacidez. Portanto, se o paciente apresentar uma porção significativa de flacidez, o cirurgião recomendará a abdominoplastia para alcançar os resultados desejados.

Em alguns casos de flacidez, pode ser necessário o uso do aparelho de renuvion durante a lipoaspiração, pois espera-se que reduza a flacidez leve e moderada em até 80% em mulheres na faixa dos 30 anos. Fora isso, outro muito parecido é o bodytite, que tem os mesmos objetivos do renuvion, porém, seu uso envolve calor, enquanto no renuvion é um jato de plasma com radiofrequência. Clique no link para saber mais sobre o aparelho! No entanto, se o paciente optar por fazer apenas a lipoaspiração, o excesso de pele aparecerá após o procedimento. E dependendo da situação, esse resíduo pode ser mais pronunciado.

Normalmente a drenagem linfática após a lipo inicia-se 3 dias após a cirurgia. Em média, são feitas de 10 a 20 sessões, dependendo da extensão do procedimento. Por isso, para saber exatamente quando fazer a drenagem é necessário contar com um médico experiente para recomendações específicas.

 

O pós operatório é uma etapa muito importante em qualquer cirurgia. É importante entender as etapas do processo para melhorar a recuperação. Neste artigo, listamos algumas dicas para te ajudar nesse período após a lipoaspiração. Uma das coisas que devem ser consideradas ao executar um programa é seu processo de recuperação. Se dói ou não, quanto tempo vai demorar para voltar ao trabalho, exercício, é algo que deve ser considerado antes de qualquer cirurgia. Assim como a lipoaspiração, também conhecida como Lipo, consiste em procedimentos cirúrgicos destinados a melhorar os contornos do corpo através de pequenas incisões. A recuperação dessas incisões é o motivo pelo qual muitos pacientes não podem se submeter à cirurgia, seja por falta de informação ou por puro medo. Pensando nisso, separamos algumas informações e dicas sobre a recuperação da lipoaspiração. Continue lendo para ver os passos para uma boa recuperação da lipoaspiração.

Sim! É preciso usar cinta pós-cirúrgica depois da lipoaspiração, pois além de ajudar a definir o resultado da sua cirurgia, ela ainda traz outros benefícios, como:

Modelar o corpo após a cirurgia
Promover uma melhor cicatrização dos tecidos
Deixar a área livre de irregularidades na superfície
Evitar pequenos sangramentos

 Como evitar trombose após a lipoaspiração?

  • Use meias de compressão elástica nas pernas para prevenir a formação de coágulos sanguíneos;

  • Faça caminhadas curtas e frequentes logo após a cirurgia para manter a circulação sanguínea;

  • Evite ficar sentado ou deitado por longos períodos e mudar de posição com frequência;

  • Beber bastante água para manter-se hidratado;

  • Evitar o uso de cigarros e bebidas alcoólicas durante o período de recuperação;

  • Seguir as instruções médicas cuidadosamente em relação à medicação para prevenir a trombose, como a prescrição de anticoagulantes.