Cirurgia Mastopexia

Vamos discutir o procedimento e explorar como ele é executado.

A cirurgia mastopexia, de acordo com o censo da SBCP, alcança o segundo lugar entre as cirurgias plásticas mais realizadas nas mamas no Brasil, sendo superada apenas pela prótese de mama. Além disso, a crescente popularidade desse procedimento evidencia a busca constante por melhorias estéticas e o avanço das técnicas cirúrgicas. Nesse contexto, a mastopexia destaca-se como uma opção eficaz para remodelar e elevar as mamas, proporcionando resultados naturais. Ademais, a escolha por essa intervenção muitas vezes está associada à busca pela correção da flacidez mamária e do formato, demonstrando a versatilidade e a adaptabilidade dessa técnica às necessidades individuais.

O tratamento pode não apenas envolver o reposicionamento do tecido mamário, mas também incluir a colocação de implantes para obter um resultado mais completo. Além disso, essa abordagem visa proporcionar resultados estéticos e funcionais satisfatórios. Adicionalmente, a escolha entre diferentes opções de tratamento é personalizada, levando em consideração as necessidades e expectativas individuais da paciente.

Essa condição indesejável ocorre com mais frequência devido a fatores como gravidez, amamentação, oscilações de peso, envelhecimento e hereditariedade, causando um desequilíbrio entre o conteúdo (tecido mamário) e o continente (pele). Além disso, é essencial compreender as múltiplas causas subjacentes para abordar eficazmente a questão. Adicionalmente, uma abordagem holística permite uma intervenção mais personalizada, considerando as diversas influências que contribuem para a ptose mamária.

A segunda cirurgia plástica mais realizada no Brasil

O cirurgião plástico realiza a mastopexia para elevar as mamas, prevenir ptose, e remodelar seu formato. O procedimento ocorre em ambiente hospitalar, com anestesia geral.

O enfermeiro desempenha papel crucial, introduzindo soro na veia, administrando medicamentos e facilitando a anestesia. O paciente é monitorado, assegurando uma intervenção segura. Essa colaboração é fundamental para resultados eficazes.

Garantindo Resultados Satisfatórios na cirurgia Mastopexia

Além disso, é essencial que todos os profissionais envolvidos estejam em constante comunicação, assegurando uma coordenação eficiente durante todo o procedimento. No decorrer da mastopexia, a equipe médica emprega técnicas avançadas, como a remodelação do tecido mamário, para alcançar resultados estéticos e funcionais satisfatórios.

Vamos explorar as etapas e procedimentos de uma cirurgia

A cirurgia de mastopexia geralmente deixa cicatrizes no pós-operatório?

PERÍODO IMEDIATO:

Nos primeiros 30 dias, a cicatriz tende a se tornar pouco visível, e algumas pessoas podem manifestar apenas uma reação discreta em relação aos pontos ou ao curativo.

PERÍODO MEDIATO:

Do primeiro ao 12º mês, é normal ocorrer um espessamento da cicatriz, acompanhado por uma mudança na tonalidade da cor. Inicialmente, a cicatriz pode adquirir um tom "vermelho", mas ao longo do tempo, esse aspecto tende a clarear gradualmente.

PERÍODO TARDIO:

Entre 1 ano e 1 ano e meio, a cicatriz tende a tornar-se mais clara e menos evidente, alcançando seu aspecto definitivo. Recomenda-se avaliar o resultado definitivo da cicatriz nas mamas após esse período.

Por que algumas pacientes apresentam cicatrizes visíveis após a cirurgia mastopexia? Isso ocorre devido a diversos fatores.

Qual sutiã é mais adequado?

Ao passar por uma mastopexia, a mulher que realizou o procedimento deve iniciar sua jornada pós-operatória trocando os sutiãs, levando em consideração a transformação no tamanho dos seios. Com o novo formato dos seios, torna-se crucial selecionar sutiãs de tamanho apropriado para o corpo, ombro e bojo no pré-operatório, abordando assim preocupações relacionadas ao pós-cirúrgico.

O que é o soutien interno ou internal bra?

A técnica cirúrgica proporciona uma sustentação extra à mama da paciente ou à prótese, garantindo um resultado mais duradouro.

O soutiã interno sustenta as mamas impedindo que caiam novamente?

A criação de um reforço permanente na parte inferior evita o deslocamento do sulco mamário.

Na sequência da mastopexia, a equipe médica aplica curativos?

Sim, ao concluir a cirurgia de mastopexia, a equipe aplica curativos adaptados a cada tipo de mama. Esses curativos são removidos, em média, após 48 horas, enquanto realizamos a microporagem da cicatriz, que permanecerá por um período mais prolongado. Adicionalmente, é crucial adotar o uso de um sutiã adequado para o pós-operatório nos primeiros 30 dias.

No que diz respeito à retirada dos pontos após a cirurgia de mastopexia, alguns pontos não necessitam de remoção, pois serão reabsorvidos, enquanto outros serão retirados, em média, após 14 dias.

Outra questão frequentemente questionada é se é necessário realizar drenagens linfáticas após a mastopexia. Sim, é altamente recomendável iniciar as drenagens linfáticas na primeira semana, visando auxiliar na redução do inchaço e na remodelação das cicatrizes. Adicionalmente, essas práticas contribuem significativamente para uma recuperação mais confortável e eficiente.

Cuidados Antes e Depois da Cirurgia de Mastopexia

Os pacientes geralmente buscam a mastopexia quando estão satisfeitos com o volume dos seios, mas incomodados com a flacidez ou queda excessiva. A seguir, vamos detalhar minuciosamente como realizamos a mastopexia e os benefícios que ela oferece.

Além disso, em caso de gripe ou indisposição, solicitamos que nos informe o quanto antes.

É essencial comparecer ao hospital para internação, seguindo um período de jejum de 8 horas, inclusive de água, e respeitando rigorosamente o horário estabelecido. Adicionalmente, recomendamos evitar bebidas alcoólicas, drogas ou refeições muito pesadas na véspera da cirurgia.

Além disso, programe-se para um repouso relativo de 15 dias. Esse período é crucial para assegurar uma recuperação adequada e otimizar os resultados alcançados com a mastopexia. Durante esse tempo, é fundamental seguir as orientações médicas para garantir uma volta gradual às atividades cotidianas.

Evitar esforços

Recomenda-se evitar esforços nos primeiros 15 dias após a cirurgia. Além disso, é essencial utilizar o soutien cirúrgico continuamente pelos próximos 30 dias.

Não se exponha

Evite exposição ao sol e retome as atividades físicas somente com o devido cuidado necessário.

Por 30 dias é proibido

É crucial evitar a exposição ao sol e abster-se de retomar atividades físicas neste período.

Alimentação Adequada

Adote uma dieta leve e equilibrada, seguindo rigorosamente as recomendações do médico.

1
A recuperação após a mastopexia causa dor?

Recomenda-se evitar movimentação excessiva dos braços e esforços após a Mastopexia. Embora complicações sérias sejam raras, é crucial estar ciente de possíveis intercorrências cirúrgicas, como hematomas, seromas, infecção, necrose de pele, aréola e deiscência de pontos.

2
Quais são os possíveis riscos associados à mastopexia?

Apesar de raras, a Mastopexia pode apresentar complicações, como hematomas, seromas, infecção, necrose de pele e de aréola, e deiscência de pontos. Quanto à anestesia, pode ser local com sedação assistida ou anestesia geral durante o procedimento cirúrgico de mastopexia.

3
No caso de uma gravidez?

A preservação do resultado depende da ausência de ganho excessivo de peso em gestações futuras e do controle significativo do aumento das mamas. Além disso, a manutenção está diretamente ligada à elasticidade da pele. Quanto à lactação, ela pode ser prejudicada se a redução da mama durante a cirurgia for muito acentuada ou depender da técnica específica do médico.

Vamos abordar as recomendações médicas.

01
Após a avaliação clínica

Antes do procedimento, é crucial que a equipe médica seja informada caso haja gripe ou indisposição.

02
Alimentação

É necessário realizar um jejum de 8 horas antes da cirurgia, abrangendo inclusive a ingestão de água.

03
Consumo de bebidas

É essencial interromper o uso de bebidas alcoólicas, drogas ou tabaco.

04
Refeições

Na véspera da cirurgia, evite o consumo de refeições pesadas.

05
Medicamentos

É fundamental interromper o uso de medicamentos indicados pelo médico.

06
Após mastopexia

Permanecer internada por um período de 12 a 24 horas.

A prótese é necessária?

Entre as pacientes interessadas em realizar a mastopexia, surge frequentemente a dúvida sobre o uso de prótese de aumento. Nem sempre a prótese é utilizada, mas é uma opção em casos de mamas com volumes reduzidos ou quando a paciente solicita um aumento de mama associado à mastopexia.

Se já existe um volume razoável, suficiente para um bom resultado final apenas com o levantamento, o procedimento não é associado à colocação de prótese.

A Verdade sobre a Combinação de Mastopexia e Prótese Mamária

Muitas pacientes que desejam combinar a mastopexia com a prótese optam por essa abordagem, acreditando que isso garantirá uma mama levantada por mais tempo. No entanto, isso não é verdade. Dependendo do peso da prótese, essa combinação pode até acelerar o caimento dos seios.

O mesmo fenômeno ocorre com a colocação de prótese submuscular. Nesses casos, o efeito imediato é de uma mama mais alta, sustentada pelos músculos peitorais. No entanto, a longo prazo, os seios continuam sob o efeito da gravidade e podem ficar caídos.

FORMA

A forma é alongada e pendente

SUSTENTAÇÃO

Quando os mamilos se encontram abaixo do sulco mamário

VOLUME

Perderam sua forma e volume;

MAMA BAIXA

Uma das mamas desceu mais do que a outra

Vamos explorar as diferenças entre mamoplastia e mastopexia.

A cirurgia de redução das mamas consiste na remoção do excesso de gordura, tecido mamário e pele de uma região específica da mama. Após essa fase, realiza-se o remodelamento para conferir à mama seu formato natural de cone e reposicionar a aréola.

Para determinar a quantidade de mama a ser removida, consideram-se a dimensão do tórax, o grau de hipertrofia mamária e as preferências da paciente.

Portanto, o formato e a extensão da cicatriz variam conforme o caso, podendo ir de uma periareolar pequena e discreta a cicatrizes maiores em formato de T invertido.

A mastopexia, por sua vez, é o procedimento de elevação das mamas, visando reverter o caimento natural dos seios. A cirurgia envolve o reposicionamento da aréola e a remoção do excesso de pele, elevando as mamas à sua posição original, com atenção à simetria.